ARTIGO

6 tendências sobre aprendizagem e Gestão de Pessoas em 2021
Leader Educa

Leader Educa

Não tem como falar sobre Educação Corporativa sem falar de Gestão de Pessoas e vice-versa. Elas andam juntas e são essenciais para o desenvolvimento da força de trabalho e o alcance dos resultados.

Falar sobre tendência em um mundo que não para de mudar não é uma tarefa simples. A pandemia veio para mostrar que tudo pode mudar de forma abrupta, mas nem por isso vamos deixar de analisar o presente e olhar para o futuro. Estudos e pesquisas atuais mostram que a força de trabalho precisa se preparar constantemente para os novos desafios. Analisando as informações de relatórios das principais referências mundiais sobre Gestão de Pessoas e aprendizagem, e unindo à realidade local, a equipe da Leader Educa selecionou as principais tendências para 2021, afinal, o ano só está começando. Confira:

1 – Trabalho e aprendizagem híbridos

Com a pandemia e o distanciamento social, o trabalho a distância virou realidade em um tempo muito curto. Funcionários e empresas precisaram se adaptar rapidamente a esta nova realidade, que, segundo várias pesquisas, veio para ficar. Unir o trabalho presencial com o home office já é o sonho de muitos profissionais e está mudando a forma de se relacionar dentro das organizações.

O mesmo aconteceu com os treinamentos presenciais que de uma hora para a outra tiveram que se transformar em on-line. As empresas perceberam que é possível treinar a distância, mas com o avanço da vacina, a probabilidade de unir o presencial com o on-line ganha mais força, tirando o melhor do que cada formato pode oferecer, é o que chamamos de blended learning.

2 – Preparação das lideranças

Neste cenário de trabalho híbrido, os líderes precisam desenvolver ainda mais suas habilidades para se adaptar a este novo modelo. Depois da pandemia, o modelo híbrido de trabalho veio para ficar e os líderes precisam estar preparados para operacionalizar esse modelo emergente de maneira ampla e eficaz. Na área da educação corporativa, ganham força os programas síncronos com aulas on-linecom facilitação virtual para capacitação da liderança. As videoaulas síncronas complementam o aprendizado de forma produtiva.

3 – Construir novas competências

Uma pesquisa do Gartner Institute com 800 líderes de RH sobre as prioridades do setor para 2021 mostrou que construir habilidades e competências foi apontada como a maior meta por 68% dos entrevistados. Competências comportamentais como criatividade, resolução de problemas, pensamento crítico já vêm sendo mencionadas como prioridades no mercado de trabalho do futuro há alguns anos, e agora com o avanço da tecnologia e da transformação digital nas empresas, é preciso desenvolver os colaboradores de forma rápida para que eles tenham novas capacitações. Os microlearnings, pílulas de conhecimento, são excelentes aliados para a missão de conscientizar, aos poucos, esta necessidade de desenvolvimento constante.

4 – Experiência do funcionário – Employee experience

Mesmo com todo o avanço das tecnologias, as pessoas estão cada dia mais no centro das organizações, por isso a experiência do funcionário precisa ser positiva. Atrair e manter os talentos continua sendo um grande desafio para ter um ambiente de trabalho melhor e mais produtivo. E investir na área de aprendizagem traz resultados efetivos como a diminuição de turnover e absenteísmo, retenção de talentos e melhor ambiente de trabalho.

5 – Saúde física e mental

A saúde física e mental dos funcionários segue na pauta de ações da Gestão de Pessoas. Este ano de 2021 será decisivo para o mundo, seja no contexto da saúde física, com a chegada da vacina, ou na saúde emocional, pois o cenário da pandemia trouxe à tona muitas questões emocionais que precisam ser tratadas dentro e fora do trabalho. As organizações precisam estar atentas à necessidade de investir nos cursos que incentivam o autoconhecimento e o desenvolvimento de competências emocionais, que são cada dia mais essenciais para a equipe.

6 – Análise de dados

Os dados já fazem parte da nossa vida, mas sem inteligência e análise, eles são apenas dados e não se transformam em informação e mudança, por isso o People Analytics chegou para ficar na área de Gestão de Pessoas! Isso porque ele está moldando a forma como as empresas atraem e retêm talentos. Na área de aprendizagem, a Inteligência Artificial será cada dia mais utilizada para propor o treinamento específico de acordo com o perfil de cada profissional. É a customização do aprendizado através da análise de dados.

A frase do escritor e futurista norte-americano, Alvin Toffler, continua mais atual do que nunca: “O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender”. Independentemente das tendências, a grande certeza é a de que precisamos ter flexibilidade e estarmos abertos a novos aprendizados.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin