O protagonismo na aula invertida

Grandes pensadores da educação como Vygotsky e Paulo Freire já diziam que o processo de ensino e de aprendizagem deve ser interativo. Surge agora uma nova tendência que propõe a inversão da sala de aula.

Mas, como?

Colocando o aluno como protagonista do seu aprendizado!

Este modelo é dividido em 3 momentos:

  • O aluno estuda o conceito antes da aula por meio de recursos interativos como games, vídeo aulas e textos complementares.
  • Em sala, o facilitador esclarece as dúvidas, aprofunda o conhecimento e estimula a troca de conhecimento entre as pessoas.
  • Após a aula, para fixar o conteúdo, os alunos são estimulados a trabalharem em grupos, criando resumos e projetos.

No modelo de aula invertida, o papel do facilitador é de orientar o percurso e mediar os conhecimentos desenvolvendo assim competências como o protagonismo, autogestão, responsabilidade, autonomia e trabalho em equipe.

 

assinatura

Sobre a Leader 

Somos uma empresa de soluções educacionais, com 26 anos de história, que acredita no talento humano. Nossa atuação tem como foco potencializar a manifestação destes talentos, que na maioria das vezes estão adormecidos e não são exercitados. Utilizamos metodologias andragógicas que contextualizam e suavizam o processo de aprendizagem, garantindo sua eficácia. Estimulamos desta forma a transformação das equipes e organizações.

www.leaderconsultores.com.br

Mostrando 8 comentários
  • Luis Farjo
    Responder

    Parabéns Raissa pelo texto.

  • Luis Farjo
    Responder

    Gostei bastante do conceito.

  • Ana Luiza Lia Battah
    Responder

    O entusiasmo dos alunos é perceptível a todo momento quando o facilitador possibilita esse tipo de interação. Resultado garantido!

  • Flavia Rodrigues
    Responder

    Quem sabe um dia deixemos de chamar de aula e passemos a simplesmente compartilhar aprendizado…

  • Ale Toledo
    Responder

    Hipoteticamente, se um homem fosse congelado na idade média e descongeladi hoje, estranharia carros, aviões e a televisão, por exemplo. Todavua, Escolas ele reconheceria imediatamente…O texto propõe essa mudança. Valeu Tá!

  • Carol Curti
    Responder

    Parabéns pelo texto Ra! Como facilitadores é sempre muito importante trabalharmos com o conhecimento prévio dos participantes, nesse contexto a aula invertida faz todo sentido!!!

  • Rodrigo Rubano
    Responder

    Ótima reflexão… Com foco em Colaboração.

pingbacks / trackbacks

Deixe um comentário