Leader Educa

Descubra quais são os tipos de assessment e como aplicar na empresa

a imagem tem cinco pessoas reunidos em um escritório com notebooks, trabalhando de forma conjunta e organizada, representando a importância dos diferentes tipos de assessment para as empresas.

O primeiro passo para alcançar melhores resultados profissionais de uma organização é buscar conhecer as forças e fraquezas dos colaboradores. A principal ferramenta que pode ajudar nesse processo de diagnóstico é o assessment.

Confira o que significa assessment e como ele pode contribuir para o desempenho da sua empresa!

O que é Assessment?

O Assessment é um conceito que tem como diferencial o foco nas tendências comportamentais e no desempenho do profissional. 

Ele analisa os aspectos mais difíceis de serem descobertos em um indivíduo por meio de ferramentas específicas, como dinâmicas em grupo e testes de perfil.

Dessa forma, com o uso das ferramentas de Assessment, é possível fazer uma avaliação mais assertiva a respeito de cada profissional. 

Isso significa analisar se ele está apto a cumprir com as responsabilidades e exigências do cargo que estiver ocupando, otimizando o trabalho de gestão de pessoas.

Portanto, o objetivo do Assessment é trazer compreensão para a empresa acerca das habilidades e aptidões dos seus colaboradores, identificando as características e expertises que podem ser utilizadas para potencializar sua performance. 

Por isso, seja para contratação, promoção ou realocação, o Assessment possui grande utilidade.

Quais são os benefícios do Assessment?

Veja a seguir os principais benefícios do Assessment para as empresas:

Aumenta o desempenho

O Assessment utiliza métodos e dinâmicas que ajudam a empresa a identificar aquilo que está certo e errado. Ele também identifica melhorias, aplicando os indicadores de desempenho mais adequados para cada demanda da organização.

Otimiza processos operacionais

A ferramenta contribui com a análise de operações e processos internos, buscando identificar pontos fortes e aquilo que deve ser melhorado, formando um modelo de sucesso. 

O método ajuda no mapeamento de operações, proporcionando uma perspectiva mais ampla sobre os procedimentos operacionais, o que facilita a identificar gargalos, gaps e outros problemas que afetam a produtividade do negócio.

Proporciona uma visão ampla e imparcial sobre os candidatos

Os resultados obtidos por meio do Assessment indicam as melhores ações a serem tomadas em uma contratação. Isso é feito com um método de avaliação imparcial que promove uma noção justa sobre a conduta do colaborador.

Quais são os tipos de Assessment?

Existem 3 tipos de assessment. Veja a seguir quais são eles!

1. Assessment Pessoal

Tem como objetivo entender a personalidade dos colaboradores e traçar suas características e capacidade intelectual. 

Por meio dessa análise, é possível verificar se o cargo em que o profissional está atuando é compatível com seu perfil e em qual função ele pode gerar mais resultados.

Portanto, o assessment pessoal ajuda no remanejamento dos colaboradores da empresa de acordo com seus talentos, extraindo ao máximo a capacidade desses profissionais.

2. Assessment Cultural

O assessment cultural foca nos valores, ideias e motivações de cada profissional. 

Ele analisa se o colaborador está alinhado à realidade da empresa, sua cultura organizacional e se possui capacidade de manter o engajamento no trabalho a longo prazo.

3. Assessment para Desempenho

Este tipo de Assessment busca analisar a produtividade dos colaboradores e sua atuação na equipe. 

Porém, este modelo não considera as individualidades dos profissionais, deixando de fora da avaliação um fator que possui certa influência no trabalho e produtividade de cada profissional.

Por isso, não é recomendado usar os tipos de assessment de forma isolada, mas adotá-los de maneira conjunta na empresa.

Como usar Assessment na empresa?

Existem diversas formas de usar o assessment na sua empresa.

O primeiro passo é alinhar as estratégias e definir quais métodos, ferramentas de avaliação comportamental e sistemas serão utilizados. 

Além disso, é importante saber quais hard e soft skills a empresa procura em um profissional, além das competências que deseja desenvolver em seus colaboradores.

As ferramentas mais comuns nesse processo são:

DISC

Essa é uma das ferramentas mais populares no setor de RH. Ela é capaz de apresentar um diagnóstico das preferências do colaborador, com base em quatro tendências:

  • Dominância;
  • Influência;
  • Estabilidade;
  • Cautela/Conformidade.

Esse assessment pode ser aplicado por meio de um teste em formato de questionário. 

Ele irá identificar o perfil comportamental dos colaboradores e ajudar a saber como melhorar sua carreira e trazer mais benefícios para a empresa.

Inteligência emocional 

Essa ferramenta é usada para compreender o perfil do colaborador, revelando seus pontos fortes e os que precisam ser desenvolvidos.

A forma como os colaboradores lidam com estresse, pressão e conflitos impactam diretamente o seu desempenho profissional e o clima da equipe. Portanto, essa solução é essencial para os negócios.

Assessment de Competências 

Essa ferramenta trabalha a capacidade intelectual dos profissionais, avaliando suas competências, como raciocínio abstrato, solução de problemas e pensamento crítico. 

Além disso, esse modelo possibilita uma análise dos traços de personalidade do profissional, mostrando as consequências que afetam no trabalho. Ele é muito utilizado no remanejamento dos talentos.

Qual é o principal objetivo da universidade corporativa?

O foco da universidade corporativa está voltado para o desenvolvimento de competências estratégicas da organização. Os principais objetivos da instituição de ensino empresarial são:

  • Desenvolver competências críticas;
  • Despertar o interesse pelo aprendizado;
  • Formar colaboradores mais capacitados;
  • Alinhar o conhecimento transmitido com a missão da empresa;
  • Desenvolver competências críticas/estratégicas da organização;
  • Incentivar a postura de autodesenvolvimento e de protagonismo;
  • Desenvolver colaboradores para trabalhar com novas técnicas e ferramentas.

Quais são as características das universidades corporativas?

O investimento das empresas na capacitação de seu material humano tem aumentado cada vez mais, visto que ele é capaz de sustentar o desenvolvimento estratégico das organizações.

Tudo isso encontra-se nas principais características das universidades corporativas. Confira abaixo:

  • Mensuração de resultados: é realizada uma mensuração dos cursos oferecidos para saber o impacto de cada um deles nas atividades exercidas pelo colaborador;
  • Diferentes formas de aprendizado: as atividades não são restritas ao modelo “sala de aula-professor-aluno”, além de cursos online, também são aplicadas novas metodologias de ensino, como a sala de aula invertida;
  • Personalização e comprometimento mútuo: cada profissional tem seu planejamento e desenvolvimento desenvolvidos de forma individual, aproveitando o melhor da aprendizagem;
  • Compartilhamento de informações: os colaboradores são estimulados a dividir o conhecimento adquirido com seus colegas. Há também a formação de multiplicadores internos, profissionais da empresa que se tornam aptos a compartilhar o conhecimento de determinados assuntos.

Agora que você já sabe quais são os tipos de assessment e como aplicar em sua empresa, descubra como a formação de multiplicadores pode transformar a sua organização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
×