ARTIGO

Workshop virtual prepara tutores para integração
Leader Educa

Leader Educa

Um dos grandes desafios num processo de fusão ou aquisição de empresas é integrar culturas. Recentemente, a Leader Educa recebeu a missão de preparar em tempo recorde um grupo de profissionais para atuar como tutores na integração da nova equipe

A fusão de duas gigantes do segmento de papéis: a Klabin com a Internacional Paper trouxe um grande desafio para a integração das equipes. A Klabin buscou a Leader Educa com a missão de promover uma integração harmoniosa, em pleno distanciamento social.

A solução apresentada pelos especialistas da Leader foi a realização de um workshop virtual online de duas horas para orientar os tutores selecionados sobre como apoiar o processo de aprendizagem dos novos integrantes, na condução de sessões de integração leves e acolhedoras. “O foco da ação foi compreender o papel de cada tutor e criar empatia para colocar o profissional que está chegando à empresa no centro da aprendizagem. Além de conduzir o processo de integração, os profissionais selecionados para o papel de tutor têm outras atividades, então a questão era encontrar uma maneira de apoiar estes profissionais de diferentes áreas, atribuições e formações para o acolhimento dos novos integrantes, de forma leve e com o objetivo de contribuir na aprendizagem.”, explica a consultora Nelise Barbosa.

Através da meta-aprendizagem foram realizadas atividades em que os participantes puderam pensar sobre o papel de tutor e trocar experiências sobre seus desafios, tendo sempre o aprendiz no centro do processo.

Foi construído, de forma colaborativa, o Mapa da Empatia, fazendo uma ponte de como compreender o outro, abrindo espaço para a aprendizagem significativa. Para dar continuidade ao desenvolvimento, os participantes receberam um Kit do Tutor, um guia interativo com dicas práticas sobre como construir e conduzir sessões de aprendizagem virtuais, promovendo o aprendizado de forma acolhedora.

O resultado foi tão positivo, que o projeto construído para uma turma se estendeu para mais duas e a equipe de Gente e Gestão já tem planos para ações de sustentação após o início das sessões de integração. “Os feedbacks ao final de cada sessão foram de agradecimentos pela oportunidade de vivenciar uma experiência virtual com aprendizados que poderão ser colocados em prática”, conta Nelise.

Você sabe o que faz um tutor?

No dicionário a palavra tutor tem vários significados, como por exemplo: “pessoa que exerce a tutela de um menor; conselheiro, curador. Pessoa que protege e defende, protetor, guardião”. Na aprendizagem o tutor exerce a função de um parceiro, alguém com quem o tutorado pode contar para dar suporte sobre questões relativas à aprendizagem. Ele respeita o ritmo e as particularidades de cada pessoa para potencializar seu aproveitamento. No caso do projeto de integração, o tutor atua como um facilitador dos novos integrantes para que se sintam rapidamente acolhidos e integrados à nova cultura.

“Para que a tutoria seja efetiva, o Tutor precisa abrir espaço para conhecer a experiência do profissional que está chegando. Reforçar a parceria para a construção de uma nova cultura é fundamental para aproveitar as melhores práticas de cada empresa. Reconhecer que a aprendizagem está a serviço de todos no processo de integração é a chave do sucesso!”, explica a consultora que ministrou o workshop, Nelise Barbosa.

A dica de Nelise, para que o processo de integração seja produtivo, é antes de facilitar o processo de aprendizagem, extrair a experiência dos tutorados, para conhecer melhor a realidade de cada um. “Para ser empático e assertivo na aceleração da aprendizagem, os tutores devem fazer perguntas facilitadoras para saber o nível de conhecimento das pessoas sobre os temas que serão tratados. Inspirados no Poder da Vulnerabilidade, da pesquisadora Brené Brown, o tutor deve estar aberto para todas as possibilidades de aprendizagem, inclusive do seu próprio aprender. Essa postura facilita o processo de comunicação e permite um espaço confiável para o erro acontecer (do tutor e do tutorado) como oportunidade de aprender”, explica a consultora.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin