Leader Educa

Aprenda o que é árvore de problemas e como montar

A imagem tem o desenho de seis cabeças, delas saem diversos gráficos e ilustrações de pensamentos, ideias e projeto, ilustrando a árvore de problemas.

Você já ouviu falar na Árvore de problemas? De forma resumida, a Árvore de problemas é uma metodologia de diagnóstico elaborada para facilitar a visualização de um problema, suas causas e consequências. 

Por exemplo, a partir da identificação de um problema vivenciado no treinamento da sua equipe, alguns passos importantes precisam ser seguidos e, um deles é a construção da Árvore de Problemas. 

Ela será responsável por auxiliar na elaboração de cada etapa do treinamento e na harmonia da empresa. Continue acompanhando a leitura e saiba mais sobre o assunto!

O que é uma árvore de problemas?

A Árvore de Problemas é uma metodologia que auxilia as organizações na identificação e solução de problemas

Ela é utilizada para focar nas verdadeiras causas de determinada situação (representadas pelas raízes da árvore), e não na minimização de suas consequências ou efeitos (os galhos), com o objetivo de realmente acabar com o problema em questão (o tronco).

Após a construção da Árvore de Problemas, é criada a Árvore de Soluções, onde os problemas se tornam objetivos e a partir disso são transformados em propostas de solução. 

Mas afinal, o que seriam esses “Problemas”?

Um problema é uma situação ruim para a empresa, que pode estar gerando situações negativas para a equipe ou toda a organização.

Durante o processo de criação da Árvore de Problemas, deve-se escolher o principal problema apontado pela equipe de colaboradores, líderes e gestores, considerado importante e possível de ser solucionado no âmbito do projeto.

Qual é a diferença entre a árvore de problemas e a árvore de objetivos?

A Árvore de problemas, pode ser utilizada para identificar problemas gerados no decorrer do treinamento, ou problemas da organização que podem ser solucionados a partir de novos treinamentos.

Já a árvore de objetivos, pode ser utilizada antes ou depois do treinamento, visando um melhor planejamento e execução, a fim de chegar no objetivo esperado. Além disso, também é utilizada para trabalhar na solução dos problemas levantados.

  Árvore de Problemas Árvore de Objetivos
Tronco Representação gráfica de uma situação-problema. Representação gráfica do objetivo central do projeto.
Raízes Principais causas do problema. Meios para alcançar o objetivo.
Galhos e folhas Efeitos negativos que a causa provoca na população-alvo do projeto. Efeitos positivos que o alcance dos objetivos provoca na população-alvo.

Qual é o objetivo da árvore de problemas?

A Árvore de Problemas revela as principais causas dos problemas encontrados nas organizações

Ela trabalha com as relações de causa e efeito e causa-raiz, considerando que: problemas podem causar outros problemas, e para isso existem diversas causas, consequências ou efeitos.

É justamente aí que o projeto deve atuar buscando os seguintes objetivos:

  • Identificando o problema e seu contexto;
  • Avaliando as possíveis causas e efeitos;
  • Buscando os porquês das causas;
  • Separando o grupo de causas e o grupo de efeitos do problema;
  • Montando os objetivos do Projeto de Intervenção.

Com isso, é possível criar estratégias para se atingir o objetivo geral (oposto das causas) para solucionar os problemas existentes na empresa.

Quais são as vantagens da árvore de problemas?

Como já abordado, a Árvore de Problemas é responsável por encontrar os objetivos solucionadores para as causas do problema e não para as consequências. 

Ou seja, por meio dessa metodologia é possível encontrar as causas para um problema e solucioná-las antes mesmo do surgimento de suas consequências.

Com o foco na causa raiz, e não nos galhos, a empresa consegue solucionar seus problemas de vez e não apenas minimizá-los, evitando que mais problemas e outras consequências surjam. 

Dessa forma, a organização se torna um lugar mais seguro e satisfatório para os colaboradores.

Como montar uma árvore de problemas?

Você precisa começar definindo os objetivos por meio da Árvore de Problemas. Esses objetivos devem ressaltar o que o projeto pretende de forma geral (objetivo geral) e a forma que ele fará isso (objetivo específico). 

Este item deve ser elaborado de forma clara. Nele, deve-se pontuar o que se pretende atingir e as mudanças que precisam acontecer através do projeto.

Além disso, é importante ter atenção para os seguintes quesitos:

  • Coerência com a metodologia, seja em termos de conteúdo ou de possibilidades efetivas de ser alcançado;
  • Coerência com a justificativa;
  • Definido de acordo com a viabilidade.

Depois disso, você já pode dar início a montagem da sua árvore. Para isso, confira abaixo os passos para montar uma Árvore de Problemas:

Exemplo de árvore de problemas 

O primeiro passo para desenhar a Árvore de Problemas é identificar o problema central. Por exemplo, vamos imaginar uma empresa em que o problema central é a falta de comunicação no ambiente de trabalho. Este problema central será o tronco da árvore.

Para encontrar o problema central, é importante fazer uma pesquisa com os líderes e colaboradores, buscando informações para compreendê-lo de forma profunda.

A partir deste problema central, vamos identificar as suas causas. No nosso exemplo, podemos considerar a falta de modernização, clareza, transparência, confiança e alinhamento entre gestores e colegas de equipe.

Após fazer um levantamento das causas, é necessário pensar na solução para esses problemas. A pergunta a ser feita nesse momento é: quais são as consequências desse problema?  

Dessa forma, a Árvore de Problemas vai sendo construída, identificando as causas e as consequências daquele problema.

Por fim, a árvore do nosso exemplo ficou assim:

  • Problema central: A falta de comunicação no ambiente de trabalho;
  • Causa: falta de modernização, clareza, transparência, confiança e alinhamento entre gestores e colegas de equipe;
  • Consequências: as consequências geradas por esse problema central são colaboradores desmotivados, menor índice de satisfação, erros frequentes em processos, atividades atrasadas e alta taxa de rotatividade.

Pronto! A árvore de problemas está montada. É importante frisar que esse é apenas um exemplo didático e simplificado. 

Provavelmente as árvores de problemas da sua empresa serão maiores, mais complexas e aprofundadas. A ideia é ter o máximo de informação possível sobre todas as causas e consequências para que a solução seja mais assertiva.

Feita a árvore de problemas, o planejamento estratégico pode se voltar para outra ferramenta que também é bastante simples e útil: a Árvore de Soluções.

Como a árvore de problemas pode ajudar na estratégia de T&D?

A árvore de problemas, além de permitir uma análise acurada sobre os diversos pontos que permeiam um processo, pode garantir uma motivação maior junto às equipes envolvidas no projeto, pois garante um objetivo a ser alcançado, fazendo com que o esforço necessário faça sentido. 

Com a identificação de problemas e objetivos a serem alcançados, as equipes de T&D podem traçar suas estratégias de forma mais assertiva e eficaz, contribuindo para o alcance de resultados e melhor desempenho da empresa.

Agora que você já sabe o que é a árvore de problemas e como montar a sua, confira agora o guia para o levantamento de necessidade de treinamento!  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
×